terça-feira, 27 de maio de 2008

Sucesso ou qualidade?

O que é sucesso? Para os músicos, qual é mais importante: sucesso ou qualidade? Eles preferem utilizar a linguagem culta ou coloquial? É melhor agradar as pessoas com maior ou menor poder aquisitivo? E o que é mais importante numa música para a maioria dos ouvintes: ritmo ou letra?
Podemos definir sucesso como um ótimo resultado. Por exemplo: “Obtivemos sucesso na prova de matemática”. Para os músicos e compositores, o sucesso é muito mais importante, não importa como ele chegue. Para conseguir alcançar esse objetivo, é melhor agradar as pessoas com menor poder aquisitivo, pois são a maioria, representando cerca de oitenta por cento da população brasileira. E como essas pessoas possuem menor poder aquisitivo, conseqüentemente, o nível educacional também é mais baixo, devido a esse fato, é melhor utilizar a linguagem coloquial, por ela ser simples e, principalmente, por ser a que utilizamos em nosso cotidiano. Outro fato que contribui para o sucesso de determinadas músicas é que as pessoas não procuram compreender e interpretar a letra delas. Para essas pessoas, o que importa é apenas o ritmo, e não a letra.
Em suma, o sucesso não precisa andar com a falta de qualidade. Em nosso país temos exemplos como Chico Buarque, Tom Jobim, Elis Regina, que são exemplos de sucesso e qualidade, mas infelizmente essa não é a nossa realidade atual.
Autor: Igor Henrique de O. Melo - 2º ano

3 comentários:

Rafael Batista disse...

Nem sempre o sucesso anda junto com a qualidade. A música Créu, por exemplo, faz muito sucesso, mas a qualidade é inexistente.

francis disse...

Parabens senhor poconé bom trabalho por esse blog alem de estética, bom conteudo

by: Francis fonseca

Rafael Batista disse...

Queira Deus que essa onda de músicas ruins acabe, e as paródias políticas? Aff essas são umas gasturas, fora os erros de português.